PLAY

segunda-feira, 30 de junho de 2014

COPA DO MUNDO: URUGUAIO SUAREZ PEDE PERDÃO A ZAGUEIRO ITALIANO CHIELINI

FONTE: GLOBOESPORTE.GLOBO.COM


Seis dias após perder a cabeça na partida entre Uruguai e Itália, válida pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo e que classificou a Celeste às oitavas de final, e morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini, Luis Suárez pediu desculpas. De volta a Montevidéu depois de ser punido pela Fifa - nove jogos de suspensão e quatro meses banido de qualquer evento futebolístico -, o atacante, por meio das redes sociais, publicou uma nota nesta segunda-feira demonstrando arrependimento pelo ato.
- Meu companheiro de profissão Giorgio Chiellini sofreu, no lance que teve comigo, os efeitos físicos de uma mordida e, por isto, me arrependo profundamente, peço perdão a Giorgio Chiellini e toda a família do futebol e me comprometo publicamente a nunca mais me envolver em um incidente como este - escreveu.
No texto, Suárez ainda diz que o tempo o ajudou a refletir sobre o que havia feito, e que isso o teria motivado a publicar a nota. Vítima da agressão do uruguaio, Chiellini já havia dito que o perdoava e se queixou, inclusive, da severidade da punição. Porém, assim que a nota, afirmou que as desculpas estão aceitas.
- @luis16suarez está tudo esquecido. Eu espero que a Fifa reduza sua suspensão - disse.
O atacante garantiu, ainda, que o "incidente" não voltará a acontecer. Vale lembrar que ele é reincidente e já havia mordido adversários outras duas vezes, quando jogava pelo Ajax e pelo atual clube, o Liverpool.
Pela primeira vez, Suárez admitiu que, de fato, mordeu o adversário. Até o momento, a única posição do atacante sobre o lance estava no documento oficial da Fifa, que explica os motivos da punição. Nele, o uruguaio dizia que não teve a intenção de mordê-lo e que sua boca apenas bateu no ombro do italiano.
Essa é a segunda declaração pública dada por Suárez desde que a punição foi decretada. No último sábado, também pela internet, ele agradeceu o apoio do povo uruguaio, que o tratou como herói e o recebeu calorosamente no retorno ao país.
A mordida no jogador italiano aconteceu aos 35 minutos do segundo tempo, pouco antes de Godín marcar o gol da vitória do Uruguai - que seria eliminado pela Colômbia quatro dias depois, nas oitavas. Fora da disputa de bola, o atacante claramente abocanha o ombro de Chiellini, que cai e fica se queixando. O árbitro, de costas, não o puniu na partida.
Confira, na íntegra, a nota publicada por Suárez:

"Depois de alguns dias em casa com a minha família, tive a oportunidade de, mais calmo, pensar sobre o que aconteceu no jogo entre Itália x Uruguai, ocorrido em 24 de junho de 2014.

Me mantive à margem das polêmicas e das contraditórias manifestações produzidas nestes dias, tudo isto para não interferir no bem estar da minha seleção, mas o certo é que meu companheiro de profissão Giorgio Chiellini sofreu no lance que teve comigo os efeitos físicos de uma mordida e, por isto:

- Me arrependo profundamente.
- Peço perdão a Giorgio Chiellini e toda a família do futebol.
- Me comprometo publicamente a nunca mais me envolver em um incidente como este.
Montevidéu, 30 de junho de 2014"
FONTE: GLOBOESPORTE.GLOBO.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário