PLAY

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

BENTO XVI NÃO É MAIS O PAPA E DATA DO CONCLAVE AINDA É INCERTA


fonte: www.uol.com.br 

O pontificado de Bento 16 terminou oficialmente às 20h (16h em Brasília) desta quinta-feira (28). Sem líder, a Igreja Católica ainda mantém incerta a data do conclave que irá definir o seu sucessor. A convocação formal para os cardeais eleitores se dirigirem a Roma será feita amanhã.
No período de Sede Vacante, quando a Igreja fica sem pontífice, as decisões administrativas do Vaticano ficam a cargo do cardeal camerlengo Tarcisio Bertone, que também é secretário de Estado.
Com o fim do papado de Joseph Ratzinger, a Guarda Suíça, responsável pela segurança dos pontífices, deixou a residência papal de verão de Castel Gandolfo, para onde Bento 16 foi hoje à tarde ao deixar o Vaticano. A guarda, que volta para o Vaticano, foi substituída por policiais italianos.
Bento 16 ficará no local, a cerca de 25 km de Roma, pelos próximos dois meses antes de se mudar em definitivo para um convento, atualmente em reforma, dentro do próprio Vaticano.
A partir de agora, Ratzinger passa a ser chamado de papa emérito e continuará com o nome de Bento 16. 

 

Despedida

 

O último ato do seu papado foi a publicação de um tuíte em que agradece o apoio recebido. "Obrigado pelo vosso amor e o vosso apoio! Possais viver sempre na alegria que se experimenta quando se põe Cristo no centro da vida", diz a mensagem.
Pela manhã, Bento 16 se reuniu com os cardeais presentes em Roma para se despedir. Na ocasião, ele prometeu obediência ao seu sucessor.
Ao chegar a Castel Gandolfo, ele fez a sua última aparição pública como papa. Da sacada da residência papal, Bento 16 agradeceu à multidão de fiéis que estava ali para recepcioná-lo. Sob aplausos, afirmou que, com o fim oficial do seu papado, se tornava "um peregrino a mais."
Ainda com o  "Anel do Pescador" na mão direita, como é chamada a joia que os papas usam como símbolo do seu pontificado, Bento 16 disse ser grato pelo afeto e carinho recebidos.
"Estou feliz por estar com vocês e da vossa simpatia que me fazem muito bem, obrigado pela vossa amizade, vosso afeto", afirmou ao dirigir algumas poucas palavras ao público estimado, inicialmente, em cerca 7.000 fiéis.
Ele acrescentou ainda que irá trabalhar pelo bem comum com "todas as suas forças": "Vamos à frente pelo bem da Igreja, pelo bem de todos". Antes de se retirar para o interior do edifício, ele abençoou os presentes.


Entenda abaixo como será escolhido o novo Papa


Conclave


1-  O Vaticano convoca uma reunião de cardeais da Igreja Católica, chamada de conclave, para escolher o novo papa. O encontro acontece na Capela Sistina e é chefiado pelo camerlengo -cardeal que desempenha as funções do papa interinamente. 
2-  Os 209 cardeais juram cumprir as regras para a escolha do novo pontífice. Os representantes com mais de 80 anos não podem votar e deixam o conclave. Segundo a lista do Vaticano, 115 cardeais podem votar. 
3-  Cada cardeal escreve o nome do candidato escolhido em uma cédula sob a frase "Escolho como sumo pontífice" e deposita seu voto em uma urna. 
4-  Os nomes escritos nas cédulas são lidos em voz alta pelo camerlengo e seus três assistentes. 
5-  Após o anúncio dos votos, as cédulas são costuradas uma na outra.
6-  É declarado papa aquele que obtiver dois terços mais um dos votos dos cardeais.
7-  Se nenhum cardeal receber os dois terços dos votos, as cédulas são queimadas, uma fumaça preta sai da chaminé da basílica e a votação é retomada. Se os cardeais não chegarem a um consenso até o quarto dia de votação, uma pausa será feita para oração e diálogo entre os eleitores. A votação reinicia no sexto dia e vai até o 12º. Outras pausas são feitas no sétimo e décimo dia. Após 12 dias e 34 votações, o sistema muda e a escolha passa a ser entre os dois mais votados. No entanto, permanece o quórum de dois terços.
8-  Quando o novo papa é escolhido, uma fumaça branca sai da chaminé e soam os sinos da basílica como sinal de que a votação chegou ao fim.
9-  Após a escolha, o novo papa é apresentado aos fiéis.



Vida de Papa


 Ao ser eleito, o novo papa pode escolher livremente o nome pelo qual quer ser chamado durante o seu pontificado. No entanto, tradicionalmente, a escolha é pelo nome de um santo ou o de um papa anterior. Nem sempre foi assim. Os papas originalmente utilizavam a versão latinizada do seu nome de batismo, mas, desde 996, quando Gregório 5º, batizado de Bruno, alterou o seu nome, somente dois sumo pontífices não adotaram um novo nome papal.



O Mundo Cristão


Onde estão os cardeais que elegerão o Papa


América do Norte (exceto México) - 14
América Latina - 19
África - 11
Ásia - 11
Oceania - 1
Europa - 62



Católicos no mundo:


América do Norte - 8%
Europa - 23,9% 
Oriente Médio / Norte da África - 0,5% 
África sub Saariana - 16%
Ásia Pacífico - 12% 
América Latina - 39,5% 

Obs: O Brasil tem 68,6% de Católicos na sua população.

Obs 2: Sendo o pais que mais elegeu papas, a Itália 83% da população de Católicos.

Obs 3: O pequeno Timor Leste é o pais mais Católico do mundo com 98% de sua população. 


Veja abaixo o Brasão do Papa Bento XVI e um vídeo com o hino ao Papa Bento XVI


 


Nenhum comentário:

Postar um comentário