PLAY

domingo, 29 de janeiro de 2012

PESSOAS QUE FAZEM OU FIZERAM UMA GARANHUNS MELHOR - NUMERO 27 - GIVALDO CALADO

                            Empresário Givaldo Calado, figura de expressão da nossa sociedade.

Estamos no vigésimo setimo número do quadro ´´PESSOAS QUE FAZEM OU FIZERAM UMA GARANHUNS MELHOR´´ e o nosso homenageado de hoje é o Empresário Givaldo Calado.
Givaldo Calado de Freitas nasceu em Correntes-PE em 10 de Julho de 1947, chegando em Garanhuns aos 2 meses de idade.
Casado com Maria Emília Valença Calado, o casal tem 3 filhos: Givaldo,Germana e Giovanna e 3 netos: Guilherme,Isabella e Gabriela.
Estudou as primeiras letras na Escola da D.Durcina Galvão, que funcionava na Av. Santo Antonio, onde hoje é a Galeria Brasil. Depois, na Escola de D.Geraldina Miranda, na Rua do Recife.Em seguida, no Colégio Diocesano até o então segundo ano clássico.O Terceiro ano clássico, fez em Recife, juntamente com o curso Torres de preparação para o vestibular de direito.No ano seguinte, estava na Faculdade de Direito do Recife.

FIZEMOS UMA PEQUENA ENTREVISTA COM GIVALDO

Tiago Valença - Onde atuou e onde atua?

Givaldo Calado - ´´Comecei como comerciário, em Garanhuns. Depois, fui estagiário no Escritório Dario de Aguiar, no Recife. Trabalhei no jurídico da LTB, também no Recife e fui ser Fiscal de Rendas. Advogado do Banco Nacional da Habitação (BNH) e Caixa Econômica Federal. Hoje, estou por aqui, nas indústrias da construção civil e hotelaria. Atuo aqui mesmo em Garanhuns, por opção, afinal, somos a melhor cidade do mundo. Conheço tantas, mas como Garanhuns, não há igual. Somos, realmente, uma grande cidade para se viver. Foi aqui que eduquei meus filhos. Daqui, eles só sairam para prosseguir seus estudos.´´

Tiago Valença - Fale sobre o ramo de hotelaria

Givaldo Calado - ´´Hotelaria, na acepção da palavra, é um ramo muito difícil, que exije muita dedicação, muito perfeccionismo. O hóspede hoje está cada vez mais exigente.´´

Tiago Valença - O que precisa para o turismo de Garanhuns ser incrementado?

Givaldo Calado - ´´A cidade precisa ser vendida, ou seja, precisa ser apresentada lá fora. Nao se conhece Garanhuns lá fora. Imagina-se que somos uma cidade fincada no Nordeste, portanto, quente e pobre. Quando muito, se lembram de que é a cidade onde nasceu Lula. Agora, para vendermos melhor Garanhuns, e transforma-la num destino turístico que desejamos, é preciso que a equipemos de atrações que não temos.´´

Tiago Valença - Sabemos que você tem a idéia de colocar o Festival de Inverno, a exemplo de Gramado-RS e Campos do Jordão-SP, com mais tempo de duração (30 ou 40 dias). Como seria e quais os benefícios dessa ação?

Givaldo Calado - ´´Exatamente. Sempre defendi isso. No começo foi um Deus nos acuda. Diziam que Givaldo queria 30 dias de malandragem em Garanhuns; que eu queria 30 dias de rock pauleira; 30 dias com a cidade cheia de gente exótica pertubando o sossego dos garanhuenses. Ora, era tanta coisa horrível que diziam e eu pedi a Deus para viver mais para amanhã ouvir Garanhuns inteira pedir um Festival de Inverno maior, como uma das saídas para o seu desenvolvimento. E é oque está acontecendo hoje. Não se tem mais dúvida de que o Festival de Inverno traz muito para a nossa cidade. Não é o Festival de Inverno uma simples festa. Ele é indutor do desenvolvimento e o será muito mais na medida que cresça, permitindo que mais pessoas a ele acorram durante 4 semanas, sobretudo nos seus finais. Uma vez eu perguntei a um flanelinha e a um taxista: quando é que vocês ganham mais dinheiro? é quando tem mais ou menos gente na cidade? ambos responderam, quando tem mais gente na cidade. Então é isso que eu quero. É isso que quer a maioria da população de Garanhuns. Mais dinheiro circulando na economia da cidade. Estamos perto,acredito, de um Festival de Inverno maior, a exemplo de Gramado e Campos do Jordão, como você bem lembra, e aí, vamos vender o frio de Garanhuns, que é o melhor frio do mundo.´´

Tiago Valença - Inspira-se em alguém?

Givaldo Calado - ´´Mas, claro, em minha mãe e meu pai. Minha mãe pelo gosto pela vida e por tudo de bom que ela nos propicia, também pelo gosto da organização e perfeccionismo em tudo que fazia. Meu pai pela retidão de caráter, honestidade, palavra. Meu pai sempre me dizia que o homem de bem é aquele que tem, sobretudo, palavra. E que eu nunca me esquecesse disso, mesmo que a palavra empenhada, viesse a me custar algum prejuízo imediato que, segundo ele, seria reposto em dobro amanhã.´´

Tiago Valença - Fale sobre a sua ligação com o Colégio Diocesano de Garanhuns

Givaldo Calado - ´´Eu diria que minha ligação com o Colégio Diocesano é total. Lá ingressei após prestar o então, exame de admissão e só sai, como disse, para me preparar melhor para o Vestibular de Direito no Recife. Do Diocesano, guardo saudades inapagáveis, foi lá que sedimentei o meu caráter ao longo de quase toda minha adolescência. Foi lá que aprendi tudo na vida. Tive grandes mestres, e aqui citaria alguns que nunca esqueço: as professoras Maria José Ferreira,Maria José Miranda,Isaura Medeiros, Almira Valença, Luzinette Laporte, Elzira Pernambuco e outras. Os professores Levino Epaminondas de França, Mário Matos, Manoel Lustosa, Givaldo Cavalcanti e tantos outros. Tenho muita saudade do Colégio Diocesano de Garanhuns, por isso, certamente, que vez por outra, vou lá matar a saudade e conversar com os mestres dessa geração. E cantar baixinho seu hino que nunca esqueci: Ginásio amigo querido lar, tudo faremos por te exaltar.´´

Tiago Valença - Fale sobre a sua ligação com o Sete de Setembro Esporte Clube

Givaldo Calado - ´´Vem de longe. Sou sócio proprietário do Sete de muitos anos. Não sou, no entanto, um esportista na expressão da palavra, porque nunca estive engajado nessa atividade apesar de sempre ter chegado junto a todos que exercem essa atividade. Vi nascer o sonho do nosso Gigante do Agreste. Vi os momentos de glória do Sete de Setembro. Estou vendo hoje, de perto, as dificuldade por que passa o Sete, mas formo com aqueles que acreditam no seu ressurgimento, porisso, estou lá, mais de perto. Pertinho. Exercendo essa presidência que os setembrinos me conferiram. Fácil? extremamente difícil, mas alguém teria que enfrentar, mas estamos enfrentando só Deus sabe com que sacrifício. Pelo Sete de Setembro. Por Garanhuns.´´

Tiago Valença - O que espera da Copa do Mundo em 2014 em nosso estado e Garanhuns tem condições de ser uma das sub sedes da Copa?

Givaldo Calado - ´´Tive um sonho que, de repente, não era mais só meu.Era de tantos. Trazer para Garanhuns, um dos Centros de Treinamento da Copa de 2014. Para isso, encaminhamos exposição de motivos ao governador do estado que, sem dúvida, defendeu junto as autoridades da copa, o pleito de Garanhuns. No documento, diziamos que:
1- Na iminência da Copa de 2014, transformar Garanhuns em um dos Centros de Treinamento, significa a concretização de uma das principais diretrizes do Vosso Governo: a interiorização das ações governamentais em todas as áreas, como forma de melhor distribuir as ações de desenvolvimento, hoje amplamente concentradas na Região Metropolitana do Recife;
2- Garanhuns é cidade-polo do Agreste Meridional do estado, para onde convergem diariamente residente de outros 42 municípios localizados em seu entorno e que juntas, abrigam em torno de 2 milhoes de habitantes, o que representa 1/4 da populaçao do estado;
3- Transformar a cidade de Garanhuns em um dos Centros de Treinamento da Copa, representa uma ação concreta de inserção definitiva desta cidade e região no mapa turístico do país, o que proporcionará inevitavelmente, positivos impactos na dinamização da economia regional;
4- O município é sede do mais bem estruturado Estádio de Futebol do interior do estado: o Sete de Setembro Esporte Clube, que dispõe da maior torcida do interior pernambucana, a nação setembrina, o que facilita e reduz os custos das adaptações e reformas exigidas pela FIFA. Infelismente, isso, ao que tudo indica, não acontecerá. Estou triste. Muito triste.
Garanhuns fora disso, é um desperdicio a tudo que somos e representamos, sobretudo pelo que a natureza nos deu. Eu repito: Estou triste, mas, fui atráz, eu e tantos garanhuenses que acreditam nas potencialidades dessa cidade mágica.´´

Tiago Valença - O que falta atualmente em Garanhuns, em especial ao Sete de Setembro para voltar a elite do futebol pernambucano?

Givaldo Calado - ´´Nós acreditarmos mais em nós mesmos, investirmos nessa direção. Os dirigentes do Sete sem a sociedade garanhuense pouco podem fazer. Não temos recursos para isso. E essa obra de recolocar o Sete na posição que ele merece e tem direito não é obra para um pequeno grupo de abnegados, muito menos para um homem só. Temos que mobilizar a todos, sensibilizar mesmo.´´

Tiago Valença - Quando começou na política?

Givaldo Calado - ´´A rigor, ainda adolescente. Ainda não era sequer eleitor, portanto sem nenhuma filiação partidária. Sempre gostei de política. Nem sei se o gosto pela política eu herdei de meus parentes (tive 2 tios prefeitos), mas o fato é que gosto muito de política, quem sabe até, porque gosto muito de servir. Meu irmao Geraldo, que foi vereador em Garanhuns, me influenciou muito, acho até que Amilcar Valença, que veio a ser meu sogro. Fui vereador em minha cidade e me dediquei muito. Parecia até que era outro mandato de deputado ou senador, mas o fato é que dei muito valor ao mandato de vereador e o exerci intensamente, com presença em todos os seguimentos sociais da cidade. Trabalhei muito. Produzi inúmeros projetos e reinvindiquei centenas de providencias em defesa da população.´´

Tiago Valença - Quais seriam seus sonhos para Garanhuns?

Givaldo Calado - ´´ Eu diria como o poeta: É o tempo de travessia / E se não ousarmos fazê-la / Teremos ficado para sempre / Á margem de nós mesmos. Nunca me perdi na travessia. Nunca admiti ficar a margem de mim mesmo. Por isso entendo que tudo é importante e urgente para Garanhuns. Não só cultura, turismo, esportes... mas, infraestrutura,geração de emprego e renda... enfim, tudo que possa fazer a nossa população feliz, esses, o meu sonho, esses o sonho da grande maioria da nossa população que vive aqui, que conhece os nossos problemas.´´

E AGORA MEU HUMILDE COMENTÁRIO SOBRE GIVALDO

Sou suspeito a falar de Givaldo, se fosse falar desse homem como ele merecia, e merece, era um dia inteiro. É um homem em que tenho orgulho de ser seu ´´primo´´ , pois é um homem que se dedica as suas atividades como empresário com afinco, e uma das coisas que mais me orgulha nele, é o fato dele ser um dos maiores hoteleiros do nosso estado, e com certeza, dedicando seu precioso tempo ao meu clube de coração: O Sete de Setembro Esporte Clube. Sei também que é um dos mais atuantes do Lions Clube de Garanhuns, e tem uma família incrível,e muito unida, que como disse, sou suspeito a falar, pois Emília,Germana,Giovanna e principalmente Givaldo Filho, são para mim uma inspiração, por formarem uma família muito unida. Parabéns Givaldo por tudo que fez até hoje, e continue sendo esta pessoa brilhante lutando por Garanhuns, principalmente pelo nosso Sete de Setembro.

ALGUMAS FOTOS:

                                                             Casal Givaldo e Emília
                                                                       Givaldo e netos.
                                                                      Givaldo e filhas
                                                          Casal Emília e Givaldo com as filhas.
                                                                     Os filhos do casal.

Um comentário:

  1. PAPO DE POLÍTICO?VEJO VERDADE EM SUAS DECLARAÇÕES.AGORA ENTENDO PORQUE ESTE CIDADÃO É TÃO CRITICADO EM NOSSA CIDADE,PORQUE LUTA POR ELA E PENSA NO CRESCIMENTO DE NOSSO MUNICÍPIO OBVIO ELE É EMPREENDEDOR,PÓREM ELE SEMPRE UDA O PLURAL EM SUAS RESPOSTAS E NÃO O SIMPLES(O EU )
    Sr. GIVALDO COMO O SR GARANTO QUE GARANHUNS TEM MUITOS FILHOS QUE SE INDENTIFICA E APOIO SEUS PENSAMENTOS PENA QUE ESTES CIDADÃOS NÃO TÊM OPORTUNIDADE.Sr. GIVALDO ACREDITEMOS EM NOSSOS SONHOS PORQUE UM DIA VECEREMOS E VEREMOS NOSSA GARANHUNS ONDE ELA MERECE ESTÁ.
    PARABÉNS THIAGÃO PELO SEU TRABALHO LHE ADMIRO MUITO .
    ATT. HELENO CARLOS(SETEMBRINO)

    ResponderExcluir